quinta-feira, 19 de março de 2015

UFRN promove exibições gratuitas de filmes sobre a América Latina e a Ditadura

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) abre as portas para a cultura e inicia exibições de obras cinematográficas. As mostras “Cinema Pela Verdade” e “América Latina no Cinema” começam em março, são gratuitas e abertas ao público.

A mostra “América Latina no Cinema” irá exibir uma série de filmes latinos-americanos. O evento é promovido pelo Departamento de Ciências Sociais da UFRN.

Os filmes selecionados são: Libertador, de Alberto Arvelo; La Playa, de Juan Andrés Arango Garcias; La Nana, Sebastián Silva; e La Jaula De Oro, de Diego Quemada-Diez; e serão apresentados nos dias 24 de março, 28 de abril, 26 de maio e 16 de junho, respectivamente.

As sessões acontecem sempre às 18h45 na Biblioteca Central Zila Mamede. Antes da exibição dos filmes serão apresentados alguns curtas metragens.


Cinema Pela Verdade

A UFRN será o primeiro espaço no Rio Grande do Norte a exibir os filmes da mostra Cinema pela Verdade, que retratam o período da ditadura no país.

Com o objetivo de fomentar a discussão sobre os vinte anos de ditadura civil-militar no Brasil, a quarta edição do Cinema pela Verdade irá mostrar documentários e promoverá debates entre estudantes, pesquisadores e ex-presos políticos.

O evento, promovido pelo Instituto de Cultura em Movimento (ICEM) e pela Comissão de Anistia, acontece em vinte e seis estados mais o distrito federal.

Os filmes selecionados para esta edição foram: “Osvaldão”, de Vadré Fernandes, Ana Petta, Fábio Bardella e André Lorenz Michiles; e “Os bebês roubados pela Ditadura Argentina”, de Alexandre Valenti; “Democracia em Preto e Branco”, de Pedro Asbeg; “Em busca de Iara”, de Flávio Frederico.

Para realização da mostra pelo país foram capacitados vinte e sete universitários para atuarem como agentes mobilizadores em seus respectivos estados. No Rio Grande do Norte, a selecionada foi a estudante de Jornalismo da UFRN, Renata Nascimento. “A expectativa é muito boa, já que os filmes conseguem mudar o olhar das pessoas, além de fortalecer a Comissão de Anistia”, afirma.

Nesta quinta-feira, 19, será exibido “Democracia em Preto e Branco”, do diretor Pedro Asbeg. O filme mostra como a música , o esporte e a politica se encontraram para mudar o rumo da história do país em 1982, quando a ditadura completava 18 anos. A sessão ocorre no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede da UFRN, às 19 horas.

Após a exibição, acontece o debate com Juliano Homem Siqueira, advogado cassado pelo regime militar, e Nelson Marques, diretor do Cineclube Natal e coordenador da edição 2015 do Cinema Pela Verdade em Natal.

A programação completa pode ser acessada por meio da página da mostra no endereço: facebook.com/CinemaPelaVerdade.


Boletim produzido pela Agência de Comunicação da UFRN - AGECOM