.

.

sábado, 29 de abril de 2017

Maior manifestação popular da história leva 70 mil pessoas às ruas de Natal contra reformas de Temer


O dia de manifestações contra as reformas previdenciária e trabalhista, defendidas pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB), culminou com uma mobilização que levou mais de 70 mil pessoas às ruas de Natal, segundo a coordenação do ato, na tarde desta sexta-feira (28), em apoio à Greve Geral.
O deputado estadual Fernando Mineiro (PT) comemorou a adesão das pessoas à manifestação. Ele afirmou que “a reação da sociedade nos dá alegria para lutar”. “O que está em jogo é o destino do povo, principalmente dos trabalhadores da cidade e do campo. Neste dia histórico, estamos mandando o recado de que não vamos aceitar que mexam com nossos direitos”, declarou.


Para a senadora Fátima Bezerra (PT), as pessoas saíram às ruas porque “não aguentam mais os retrocessos do governo ilegítimo que está aí”. Ela afirmou que as reformas em discussão “têm o objetivo de destruir os direitos da classe trabalhadora”.



O professor do curso de Jornalismo da UFRN, Daniel Dantas Lemos, chamou a manifestação de “levante popular das massas contra aqueles que querem, na base da força, nos empurrar um conjunto de reformas que deixarão milhões de brasileiros sem aposentadoria e sem direitos trabalhistas”.
Os manifestantes se concentraram em frente ao IFRN, no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, saindo em caminhada pela Hermes da Fonseca em direção à Praça Pedro Velho (Praça Cívica), no bairro de Petrópolis.

Um grupo ainda protestou em frente ao condomínio onde mora o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator da Reforma Trabalhista. Além de golpista, o tucano foi chamado de inimigo da classe trabalhadora

Fonte Site do deputado Fernando Mineiro


Nenhum comentário:

Postar um comentário