sexta-feira, 1 de abril de 2011

Comentário do Leitor

Presidente da FEMURN, Benes Leocádio: “Dois pesos duas medidas”

No dia 1° de março de 2011 a Governadora Rosalba Ciarline se reuniu com a maioria de Prefeitos do RN e Secretários Municipais de Saúde no Hotel Praia Mar. E para surpresa de todos os presentes, o Prefeito de Lajes, Benes Leocádio, disse em repetidas vezes que o Governo Rosalba pegou o Estado quebrado. Isso foi manchete em todos os Blogs do Estado. O testemunho do presidente da FEMURN gerou o maior eco.

Depois de elogiar a governadora e sua equipe de auxiliares pelo trabalho excelente como prefeita por três vezes em Mossoró, Benes disse que os municípios e o povo potiguar confiam na governadora.

Entretanto, em entrevista à rádio FM 98,9 às 18hs do dia 23 de março de 2011, o presidente da FEMURN reclamou intensamente do cancelamento dos convênios que foram assinados pelo ex-governador Iberê Ferreira de Souza com os municípios.

A procuradoria geral do Estado fez uma análise profunda à respeito dos convênios e encontrou várias irregularidades. O chefe da casa civil, Dr. Paulo de Tarso, comunicou à governadora das inconstitucionalidades dos convênios. O prefeito está no seu dever como gestor público de procurar melhorias para o município de Lajes.

Em outro ponto da entrevista à FM 98, ele reclamou da dificuldade em dar continuidade a uma boa assistência à saúde em Lajes. O prefeito falou também da UPA. Eu só não entendo porque ele, Benes, mandou fazer uma pesquisa de opinião pública onde 73% da população de Lajes optavam que os R$ 200.000,00 de contrapartida do município para a construção da UPA em Lajes fosse gasto no carnaval. O mais grave é que essa informação consta em ata da 1ª Sessão da Câmara Municipal do ano em curso.

Francisco Sena: