quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Governo do Estado e empresários assinam renovação do Progás e Proadi

Em solenidade realizada na Governadoria, no Centro Administrativo, seis empresas potiguares assinaram a renovação com o Progás e Proadi, programas de incentivo econômico do Governo do RN para fomentar a geração de emprego e renda. O ato concessivo foi firmado na tarde desta terça-feira (5) e contou com a presença da Governadora Rosalba Ciarlini, dos secretários do Gabinete Civil, do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Carlos Augusto Rosado, Rogério Marinho e Renato Fernandes, além do adjunto da Sedec, Sílvio Torquato, e do diretor presidente da Potigás, Isaltino Guedes.

Receberam a concessão por parte do Progás as empresas Sterbom, Simas, Vicunha e Refimosal. A Limestone Mármore e Solar Bebidas receberam os benefícios por parte do Proadi, programa instituído pelo Governo do Estado que oferece incentivos econômicos a indústrias que pretendam se instalar no Estado, seja na realização de novos investimentos ou na ampliação das unidades já existentes.

Já o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial pelo incentivo do Gás Natural (Progás) é um programa de desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte, instituido pelo Goveno do Estado, que oferece tarifa diferenciada no consumo de gás natural para as empresas industriais que privilegiam esta fonte de energia em sua atividade produtiva.

Sobre as isenções, o secretário Rogério Marinho realçou a importância da ação, destacando o trabalho da chefe do Executivo Estadual. “A Governadora Rosalba Ciarlini faz um trabalho muito importante que é o de trocar imposto por emprego. Medidas como esta realçam a intenção do Governo do Estado em reforçar as empresas instaladas, como também de atrair novas companhias ao RN. Tenho certeza que muitas outras solenidades como essa serão realizadas pela gestão da Governadora”, comentou.

Rosalba Ciarlini ressaltou a medida como uma “importante ação para gerar mais emprego e aquecer a economia dentro do Estado”. A Governadora explicou que ao “Conceder os benefícios estamos demonstrando que temos plenas condições de manter nossas empresas aqui dentro, gerando emprego para o nosso povo e fortalecendo, consequentemente, o nosso RN”.

Aos empresários, a Governadora também falou que as medidas de incentivo acabam refletindo em melhorias em outros setores, como no turismo, por exemplo. Para isso, citou a construção de rodovias pelo Estado, a universalização do saneamento básico, com o plano de ação Sanear RN, a construção da adutora de Natal , orçada em R$ 183 milhões, e considerável melhoria da infraestrutura do Porto de Natal.

“Esses investimentos que fazemos na infraestrutura do nosso Estado são vistos pelos empresários que planejam instalar fábricas como um dos fatores determinantes. A oferta de água, a nossa boa malha viária e as condições de incentivo complementam a nossa estratégia de atração”, encerrou Rosalba Ciarlini.


Fotos: Ivanízio Ramos

Fonte: Assecom-RN




Pesquisadores analisam impactos da realização da Copa do Mundo em Natal

As grandes questões relativas aos impactos dos jogos Copa do Mundo nas cidades brasileiras ainda estão sem solução e merecem discussão. Nesse sentido, o Observatório das Metrópoles – Núcleo RMNatal, em parceria com o Departamento de Políticas Públicas (DPP) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), promove, nos dias 27 e 28 de novembro, em Natal, o I Seminário Metropolização e Megaeventos: Impactos da Copa 2014 em Natal/RN.

Em 2014 a realização da Copa do Mundo FIFA encerra um período de quatro anos de investimentos públicos em infraestrutura urbana e esportiva na capital potiguar. Entretanto, ainda são incipientes os ganhos que o megaevento possa deixar para a cidade, o chamado “legado da Copa”. O objetivo deste Seminário é apresentar e discutir os resultados da Pesquisa “Metropolização e Megaeventos: os impactos da Copa do Mundo e das Olimpíadas sobre as metrópoles brasileiras”.

A pesquisa foi realizada pelo Observatório das Metrópoles com a finalidade de construir um painel de análises dos planos, programas e projetos de intervenção em Natal, por meio do levantamento de dados sobre os temas de habitação, mobilidade, desenvolvimento econômico, meio ambiente e governança.

Pesquisadores e professores, movimentos e Ministério Público estarão presentes no seminário para discutir todas as vertentes que envolvem a temática. O encontro acontecerá no Anfiteatro do Centro de Ciências Exatas e da Terra - CCET, no Campus Central da UFRN.